Somos especialista em Análise Comportamental (DISC)

Saiba mais!

Num trabalho bem à frente de seu tempo, William Moulton Marston desenvolveu, em 1928, uma teoria sobre as emoções e suas respostas comportamentais. Essa teoria trouxe valiosas informações sobre a inteligência emocional dos seres humanos e como aplicá-la no ambiente profissional e pessoal.

 

Marston era graduado em Direito e Doutor em Psicologia. Apesar de ser pouco conhecido na atualidade, possui um currículo de curiosas criações bem conhecidas por todos nós. Entre elas, está a empoderada Mulher Maravilha. Isso mesmo! O criador da Metodologia DISC é o pai da princesa guerreira Diana. Além disso, Marston também foi o precursor do polígrafo, aquele aparelho usado como detector de mentiras pelo FBI.

As Emoções das Pessoas Normais é a obra de Marston que deu origem aos instrumentos de análise de perfil comportamental DISC, utilizados, hoje, não só no Brasil, mas também em outras partes do mundo.

Marston entendeu que as pessoas se agrupavam por semelhanças na forma de se comportar diante da vida e das situações. Sendo assim, identificou e classificou 4 comportamentos básicos de todo ser humano: Dominante (D), Influente (I), Estável (S) e Conforme (C).

Slide-Topo-DISC-4.png
Metodologia_DISC_William_Marston_O_Pai_d

3 exemplos de como usar o DISC na sua empresa:

1. Recrutamento e seleção

Imagine que você contratou um colaborador com um perfil Influente. Ele gosta de construir relações, é uma pessoa falante e entusiasta. Imagine que o direcionam para ocupar um cargo na linha de montagem da sua empresa, onde será o responsável por um processo mecânico em série.Sem dúvida, em pouco tempo, aquele colaborador motivado e alegre ficará frustrado e, ao mesmo tempo, corre o risco de cometer erros na produção ou se acidentar.

Agora que você já conhece um pouco da metodologia DISC, qual seria o perfil mais indicada para essa vaga? E, por que?

Com toda a certeza, para essa vaga, uma pessoa com um perfil Conforme seria mais indicada, por ser é um perfil mais analítico, detalhista, que gosta de rotinas e processos.

2. Análise de Turnover

A metodologia DISC, como vimos no tópico anterior, permite que você contrate candidatos com o perfil comportamental mais próximo do desejado para a vaga. Portanto, você terá colaboradores mais satisfeitos, motivados e que ficarão na empresa por um período de tempo maior, diminuindo a taxa de rotatividade.

O DISC também pode ser utilizado para fazer uma análise assertiva das motivações do turnover de sua empresa. Assim, a gestão pode acompanhar os colaboradores e trabalhar na retenção dos talentos estratégicos.

3. Desenvolvimento Pessoal

Com o perfil comportamental em mãos, você terá informações sobre o padrão de comportamento de colaboradores. Serão mapeadas as competências e os gaps, quais pontos podem ser trabalhados para desenvolver colaboradores não apenas profissionalmente, mas, também, pessoalmente.

Um cuidado fundamental que devemos ter ao trabalhar com a metodologia DISC é não colocar as pessoas em “caixinhas” e supor que elas jamais mudarão. É possível, por exemplo, desenvolver habilidades em um alto Conforme para falar em público e lidar com pessoas. Só é necessário que a pessoa queira desenvolver essa habilidade.